Sobre mim

Olá, seja bem-vindo ao meu portfólio! Meu nome é Daniela Josa, nasci em 1984, em Pouso Alegre, Minas Gerais.

Sou licenciada em Química pela Universidade Federal de Lavras (UFLA) e doutora em Química Teórica e Computacional pela Universidade de Santiago de Compostela, Espanha.

Decidi ser Química porque sou apaixonada por transformações. Ao longo da graduação descobri que a Licenciatura em Química me proporcionava muito mais que transformar a matéria, descobri como é maravilhoso e gratificante despertar o interesse das pessoas pela Química e incentivá-las a perseguir os seus sonhos. Durante a graduação fui bolsista de Iniciação Científica em Educação por 2 anos sob a orientação da Prof. Dra. Maria da Glória Bastos de Freitas Mesquita.

Participei na coordenação de cursos de formação continuada de professores do ensino médio. Fui professora de Química do cursinho pré-vestibular PRÉ-UNI da UFLA por 2 anos. Fui bolsista de Iniciação Científica por 9 meses em Química Medicinal sob a orientação do prof. Dr. Teodorico de Castro Ramalho. Participei em projetos de divulgação científica, como a amostra Institucional da UFLA, feiras científicas para alunos do ensino médio (trabalho voluntário), projeto de Extensão Universitária de Química para crianças. Durante o doutorado fui monitora de aulas experimentais por 1 ano, professora de Físico Química Experimental por 2 anos, participei da jornada de portas abertas do Centro Singular de Investigación en Química Biológica y Materiales Moleculares (CIQUS) e organização da jornada de jóvenes investigadores em física atómica y molecular. Mais informações sobre minha experiência profissional e acadêmica podem ser verificadas pela análise do meu currículo que está disponível em: http://lattes.cnpq.br/8750209962393050

Meus interesses de pesquisas se centram no design de novos dispositivos fotovoltaicos orgânicos, novos fármacos, Ensino de Química e divulgação científica.

Meus objetivos futuros são contribuir para a divulgação da importância que a Química Teórica e Computacional pode ter no desenvolvimento de novos materiais, estabelecer parcerias com pesquisadores e empresas a fim de desenvolver novos produtos tecnológicos, ministrar cursos de formação continuada de professores, organizar feiras científicas para o público geral e desenvolver estratégias para melhorar a qualidade do Ensino de Química.